Reflexões… :: A Cultura do Estupro (Rape Culture)

28 de Maio, 2016
Como um hipopótamo lida com um campo de flores.

Estupro é CRIME! A culpa NUNCA é da vítima!
Crédito da imagem: Carlos Latuff.

Ontem ouvi que a menor de 16 anos que sofreu estupro de mais de 30homens não era inocente, curtia uma orgia e, por isso, merecia ser “atacada” (já que a pessoa se recusava a reconhecer o estupro) por mais de 30 homens.

Ou seja, uma mulher não tem o direito de gostar de orgia!

Primeiramente inocente ninguém com mais de 12 anos é (e tenho minhas dúvidasquanto à inocência de algumas crianças entre os 2 e os 12 anos), portanto inocência não é e nem nunca deverá ser pré-requisito para alguém ser considerado(a) vítima. Se sofreu crime, pode ser até traficante: é vítima sim senhor!

Em segundo lugar o fato de uma mulher querer transar com cinco caras ao mesmotempo (se é que isso foi verdade mesmo) não dá o direito de mais 30 se juntarem à farra, se aproveitando do estado alterado por drogas (entre elas certamente o álcool) para violentá-la até que sangre, desmaie, tenha uma ruptura da bexiga. O nome disso é incontestavelmente estupro – pior: estupro coletivo.

Aí o pessoal compartilha um áudio de bandidos do morro dizendo que eles nãotoleram estupro, que se fosse estupro estaria todo mundo morto. 😣

O grande problema aqui é o que eles consideram estupro: se a menina não é direita, eles – homens, misóginos criados na cultura do estupro – não reconhecem como estupro. Se ela bebeu demais, injetou, fumou demais, se ela curte uma orgia, na cabeça dessa gente animalizada não é estupro, não tem problema.

Por quê? Justamente por isso: Cultura do Estupro.

Cultura do Estupro – Rape Culture – não é achar estupro bonito, mas sim a banalização do estupro a tal ponto em que não se considere mais estupro atos que claramente o são.

Não dá mais pra conviver com isso! Porém infelizmente, numa sociedade onde aspessoas crescem sendo doutrinadas que é normal a mulher não poder usar a roupa que quer, não poder andar sozinha, não poder gostar de sexo, não ter direito a crescer profissionalmente sem dar pra alguém, é muito difícil fazer com que as pessoas vejam que, quando uma jovem de 16 anos fora do seu juízo pelo efeito de entorpecentes tem seu corpo violado por mais de 30 homens até perder a consciência e além, até sofrer traumas físicos e precisar ser hospitalizada, isso é ESTUPRO.